Tenuta San Guido – Bolgheri, Itália

BY IN Europa, Itália, Toscana, Vinícola NO COMMENTS YET

Na década de 1920, Mario sonhava em criar seu próprio vinho, e, para ele, com toda a aristocracia da época, o ideal seria um Bordeaux.

Na década de 1940, depois de ter casado com sua esposa Clarice, ele se estabeleceu na Tenuta San Guido, na costa do Tirreno. Começou então a experimentar várias castas francesas (cujas estacas ele havia recuperado da propriedade dos Duques Salviati em Migliarino) e concluiu que a Cabernet tinha o buquê que estava procurando para a produção de seu próprio vinho. Um vinho feito, principalmente a partir da uva Cabernet Sauvignon, foi uma mudança fundamental para a tradição de Sangiovese da Toscana e Nebbiolo do Piemonte. Isso se deu pela semelhança que Mario  havia notado entre o terreno da Toscana e de Bordeaux.

As primeiras safras do Marchese não foram calorosamente recebidas. Os críticos, acostumados a vinhos locais, não foram encorajadores. Não foi levado em consideração, que os vinhos feitos a partir da uva Cabernet Sauvignon, precisaria de mais tempo para amadurecer e se desenvolver.

E, assim, entre 1948 e 1967, Sassicaia permaneceu um assunto estritamente privado, apenas para ser consumido na Tenuta San Guido.  A cada ano, algumas garrafas foram armazenadas na adega e logo Mario percebeu o vinho melhorou consideravelmente pelo envelhecimento.  Foi em 1968, que Sassicaia foi lançado pela primeira vez comercialmente – o bem-vindo era digno de um Bordeaux Premier Cru.

Ao longo dos próximos anos, a adega foi movida para um local com temperatura controlada, cubas de fermentação em aço substituídas por tonéis de madeira, e barricas francesas foram introduzidos no processo de envelhecimento.

Hoje, a Tenuta possui em torno de 90 hectares, produzindo cerca de 55-60 quintais (5500-6000 kg) por hectare. O sistema de cultivo é o  de  baixo rendimento de uvas por videira, para dar um produto saudável, rica em açúcar, tanino e extrato.

Os vinho:

Sassicaia – 85 % Cabernet Sauvignon 15 % Cabernet Franc com envelhecimento de 24 meses em barricas de carvalho francês e mais alguns meses na garrafa antes de ser lançado ao mercado.

Guidalberto – foi criado por 2 razões: antes de tudo, o desejo de ver o que poderiam realizar com Merlot, uma uva que nunca tinha usado antes; segundo, o desejo de oferecer ao consumidor um vinho que pudesse ser apreciado à uma idade mais jovem em comparação com o veterano Sassicaia. 60 % Cabernet Sauvignon 40 % Merlot com envelhecimento de 15 meses em barricas de carvalho francês e americano e mais alguns meses na garrafa antes de ser lançado ao mercado.

La Difese – é produzido pela Tenuta San Guido desde 2003.  É um 70% Cabernet 70% e 30% Sangiovese e é envelhecido por 12 meses em barricas de carvalho francês e americano e por mais três meses em garrafa.  O vinho é distinguido por uma boa estrutura e é extremamente flexível, o que o torna muito agradável.

Fiz a reserva da visita toda por e-mail. Foi uma das visitas mais caras que fizemos. Pagamos €50 por pessoa. Degustamos uma taça de cada vinho dos produzidos lá. Mas o Sassiccaia era  muito jovem, então, não estava na hora de ser degustado. Chegamos atrasados para a visita e não conhecemos a vinícola nem a adega. Apenas fizemos a degustação. Não achei que valeu o valor pago, pois o vinho servido era jovem demais.

Maiores informações:

http://www.tenutasanguido.com/

info@tenutasanguido.com

 

So, what do you think ?