Topo

Vamos de Viagem

Situada em Estremoz, uma casa do princípio do Séc. XVIII que segundo conta a história, foi adquirida em tempos por D.João V para oferecer a uma cortesã, D.Maria, por quem estava perdidamente apaixonado. Foi essa cortesã que deu o nome à Quinta e ao vinho que aqui é atualmente produzido. Esta Quinta é também conhecida como Quinta do Carmo, pois numa época posterior à edificação da casa, construiu-se uma capela datada de 1752, que foi dedicada e consagrada a Nossa Senhora do Carmo.

DSC_0442

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

À partir de 1988 é que o seu atual proprietário, Júlio Bastos, começou a comercialização a nível nacional e internacional dos vinhos então produzidos nesta Quinta, os famosos Garrafeiras de 1985, 1986 e 1987, que sempre foram reconhecidos pela sua grande qualidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 1992, Júlio Bastos, fez uma associação aos Domaines Barons de Rothschild (Lafite), vendendo 50% da Sociedade Agrícola Quinta do Carmo. Após um tempo de sociedade e não concordando em se fazer vinho francês em Portugal, Julio bastos, vendeu sua parte na sociedade e recomeça este novo projeto, os vinhos Dona Maria.

Com a separação da sociedade, Júlio Bastos adquire a propriedade que ele acha a mais adequada para plantação de novas vinhas em 2001 e em 2002 compra uma vinha que atualmente tem mais de 50 anos, com uma herança genética de mais de 100 anos para a produção dos vinhos Dona Maria.

Em 2003 faz-se a primeira vindima, tendo em mente a produção de vinhos de qualidade aliado a um projeto familiar, como nos antigos tempos.

Atualmente existem 80 hectares de vinhas, dos quais 12ha são de uva Branca e 68ha de uva Tinta com as seguintes uvas predominantes: as tintas são, o Alicante Bouschet e Touriga Nacional, Cabernet Sauvignom, Syrah, Petit Verdot e Aragonês. Quanto às brancas, tem em maioria o Viognier, além de Viosinho, Arinto e Antão Vaz.

Desde o inicio, os vinhos Dona Maria têm sido reconhecidos, não somente pelo público em geral, como também pelos líderes de opinião. Com pontuações elevadas nas reconhecidas revistas internacionais WineSpectator, Robert Parker e Wine Enthusiast, assim como em vários concursos internacionais, o prémio Great Gold Medal com o vinho Dona Maria Reserva 2003 foi uma grande conquista, visto ter sido, até então, o único vinho português a ganhar esta distinção.

Em 2009, Julio Bastos recebeu o prémio de “produtor do ano” pela “Revista de vinhos”.

DSC_0499

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vinhos:

Rosé 2014 – Aragonez (60%) e Touriga Nacional (40%).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Branco 2014 – Arinto, Antão Vaz e Viosinho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Viognier 2013 branco – Viognier.

 

Amantis reserva 2012 branco – Viognier. Fermentado em barrica de carvalho francês, seguido de bâtonnage por 6 meses.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tinto 2012 – Aragonez (50%), Cabernet Sauvignon (20%), Alicante Bouschet (15%) e Syrah (15%). Estagiou por 6 meses em barricas de carvalho francês (60%) e americano (40%).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Touriga Nacional, Petit Verdot 2011 – Touriga Nacional e Petit Verdot. Fermentou em lagares de mármore e estagiou por um ano em barrica novas de carvalho francês.

 

Petit Verdot 2010 – Petit Verdot. Estagiou por 1 ano em barricas novas de carvalho francês.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reserva 2009 – Alicante Bouschet (50%), Petit Verdot e Syrah. Produzido a partir das melhores uvas das vinhas velhas, fermentado em lagares de mármore e estagiado em barricas novas de carvalho francês por 1 ano.

 

Amantis reserva 2009 tinto – Syrah (25%), Petit Verdot (25%), Cabernet Sauvignon (25%) e Touriga Nacional (25%). Estagiou por 1 Ano em barricas novas de carvalho francês (70%) e americano (30%).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Julio Bastos 2007 – Alicante Bouschet. É uma seleção das melhores uvas das vinhas velhas de Alicante e estagiou por 14 meses em barricas novas de carvalho francês.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nós fizemos a degustação com o próprio Julio e sua esposa Isabel. Degustamos todos os vinhos (e mais um pouco) e foi simplesmente fantástico. A melhor que fomos com certeza. Vinhos maravilhosos e companhia melhor ainda .Não pode deixar de ir se está no Alentejo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A reserva pode ser feita por e-mail ou através do próprio site.

donamaria@donamaria.pt

http://donamaria.pt/

Degustações:

Prova 1 – Gama Dona Maria A

  • Dona Maria Branco
  • Dona Maria Tinto

 Preço por pessoa: 8,5€ + IVA

 

Prova 2 – Gama Dona Maria B

  • Dona Maria Branco
  • Dona Maria Tinto
  • Dona Maria Reserva Tinto

 Preço por pessoa: 18€ + IVA

 

Prova 3 – Gama Amantis

  • Dona Maria Amantis Reserva Branco
  • Dona Maria Amantis Reserva Tinto

Preço por pessoa: 12€ + IVA

 

Prova 4 – Tops

  • Dona Maria Amantis Reserva Tinto
  • Dona Maria Touriga NacionalI Petit Verdot
  • Dona Maria Reserva Tinto

Preço por pessoa: 22€ + IVA

 

Prova 5– Todos os vinhos

  • Dona Maria Branco
  • Dona Maria Viognier
  • Dona Maria Amantis Reserva Branco
  • Dona Maria Tinto
  • Dona Maria Amantis Reserva Tinto
  • Dona Maria Petit Verdot/Touriga Nacional
  • Dona Maria Reserva Tinto

Preço por pessoa: 30€ + IVA

 

POSTAR UM COMENTÁRIO