É uma estação de ski localizada a 400km ao Sul de Santiago do Chile. Conta com 28 pistas, totalizando 35km preparados para a prática do esporte, com uma área de 10 000 hectares de superfície esquiável. Com 9 meios de elevação e uma queda de 1100m, conta com a maior pista em extensão da América do Sul, a pista três marias com seus 13km de extensão. De toda superfície preparada, 30% são próprias para principiantes, 40% para nível médio e o 30% restante está destinado a esquiadores expertos amantes de fortes desafios.

DSC00338

 

DSC08768

Já fomos algumas vezes para Chillan. Gostamos pois é uma estação que não está muito cheia nunca. Talvez pela sua distância de Santiago.

As formas de chegar em Termas de Chillan são muitas. Nós já fomos de várias maneiras. A primeira vez fomos de trem. Para mim é a melhor. Pega o trem na estação em Santiago e segue até Chillan. São 4h e 30 de trem. De lá pega um transfer ou aluga um carro para seguir até Termas de Chillan, que fica aproximadamente há 1 hora da estação. Os hotéis geralmente tem o serviço de transfer incluídos na tarifa. O valor do trem pode variar de USD10 a USD30, dependendo da classe que você escolher. Nóa sempre fomos na executiva e pegávamos as cadeiras com as mesas, para poder nos distrair durante a viagem. Compramos o bilhete pelo próprio site:

http://www.trencentral.cl/link.cgi/servicios/terrasur/

DSC06783

 

 

Trem Chillan 052

 

 

DSCN1181

Uma outra vez nós fomos de carro. A estrada é boa, mas o trajeto é longo e quando você vai direto do aeroporto fica bem cansativo. No trem você vai relaxando e curtindo os amigos e o tempo de viagem é quase o mesmo. O tempo de viagem de carro é de aproximadamente 6 a 7 horas. Alugamos o carro na United rent a car. Na época foi a que tinha o melhor preço para o carro escolhido, que era uma mini van de 9 pessoas.

http://www.unitedrentacar.cl/pt/

DSC08688

Na terceira vez que fomos, nós éramos um grupo de 23 pessoas. Então fretamos um ônibus, que nos buscou no aeroporto e nos levou direto para Termas de Chillan. Nosso voo tinha sido noturno e havíamos chegado em Santigao de madrugada. Então foi bem legal ter um ônibus a nossa espera. Dormimos no ônibus e acordamos na cidade de Chillan. Paramos em um mercado para fazer algumas compras, e seguimos para a estação.

DSC00086

Em relação a hospedagem, Chillan também tem várias opções. Além dos complexos de hotéis e apartamentos localizados na estação, tem a opção de ficar a 7km da estação em Vale Las Trancas. Uma pequena cidade logo abaixo da estação onde pode-se encontrar uma grande quantidade de “hotéis”, restaurantes, mercado e loja de aluguel de equipamentos, que geralmente, tem valores melhores do que na estação.

Quando fomos nesse grupo de 23, ficamos na estação. A maioria das pessoas ficaram no Gran Hotel e eu e minha família ficamos nos apartamentos, pois nós éramos 7. A diferença é que no Gran Hotel, o café e jantar eram incluídos na tarifa. No apartamento, nós havíamos comprado comida e tínhamos a opção de cozinhar. Algumas noites, nós comíamos no hotel e outras no apartamento. Ambos são ski in and out.

 

DSC00228

 

DSC00273

Outra vez, ficamos no hotel Pirimahuida. Também faz parte do complexo de hotéis da estação, mas fica localizado na cidade de Las Trancas. A tarifa incluia café e jantar e disponibilizava um transfer de ida e volta para a estação com horários programados. Muito bom o hotel e a comida bem gostosa!!! Ótimo custo benefício para quem faz questão de ficar em hotel.

pirimahuida

Outras 2 vezes ficamos em cabanas. Ambas foram na Bordenieve. A primeira vez pegamos uma cabana com 4 quartos e a outra pegamos a maior cabana deles, com 8 quartos pois éramos 6 casais e 3 homens solteiros. Todos os quartos tinha banheiros, o que é bem confortável quando se está em casal.

DSC08686

 

DSC08718

 

 

DSC08737

 

 

DSC08687

 

DSC01311

Tudo na estação é mais caro, por isso recomendo que alugue equipamento em Las Trancas. Tenho um contato de um amigo que nos alugou a última vez. O preço foi metade do da estação e os equipamentos em ótimo estado. O nome dele é Francisco Ruiz. Telefone: +56998753391.

A comida na estação também é bem cara e não é muito boa. Nós levávamos sanduíches para comer no almoço e, quando ficávamos nas cabanas, jantávamos nos restaurantes da cidade, que, além de mais baratos, a comida era bem melhor.

DSC01545

As pistas são gostosas e pessoas de todos os níveis vão poder curtir a estação. As pistas não são cheias, a neve é boa e mesmo em baixa temporada é difícil não ter neve para esquiar. Pode ter menos, mas sempre que fomos conseguímos esquiar sem mais problemas.

DSC00336

Aproveitem a viagem!!!

Maiores informações:

http://www.chileanski.com/por/termas-de-chillan/

ou

http://www.termaschillan.cl/invierno/es_es/?lang

Para informações de cabanas:

http://www.welcomechile.com/chillan/alojamiento-valle-las-trancas.html