Topo

Vamos de Viagem

A história da propriedade começa no início do século XIII. Possuído pela Família Bergeron desde 1720, a propriedade rapidamente obteve uma boa reputação, tanto na França como no exterior. A propriedade foi vendida em 1795 a Bertrand Ducru que adicionou seu nome ao do castelo, ficando conhecido como “Ducru-Beaucaillou”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bertrand Ducru investiu pesado na reforma do castelo e nas vinhas, o que resultou em segundo lugar na sua classe (Second growth), no Bordeaux Wine Classificação de 1855. Hoje, o castelo pertence à Família Borie.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os 75 hectares de Ducru-Beaucaillou são plantados com 70% de Cabernet Sauvignon e 30% de Merlot Noir. A idade média das vinhas é 35. As uvas são colhidas manualmente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A vinificação de cada parcela é feita individualmente para otimizar a escolha das misturas, como também, as fermentações são realizadas separadamente e adaptadas para ter em conta o terroir, variedade e características do vintage.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A mistura é feita após a fermentação malolática, nas barricas de carvalho francês.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

São produzidos alguns vinhos:

 

Ducru – Beaucaillou:  um Grand cru classé, que amadurece por 18 meses em barrica de carvalho francês, onde entre 50 e 80% de barris novos são usados.

Croix de Beaucaillou: Este é o segundo vinho de Château Ducru-Beaucaillou, um ‘grand cru’ classificado em 1855. O vinho é amadurecido por 12 meses, sendo entre 20 e 40% barricas novas.

 

 

Château Lalande-Borie:  foi fundado em 1970 por Jean Eugène Borie no terroir de Lalande para o qual acrescentou seu nome. Os 25 ha das vinhas do Château Lalande Borie, são plantados com 65% de Cabernet Sauvignon, 25% Merlot e 10% Cabernet Franc. Este vinho criou rapidamente uma boa reputação. É amadurecido em barrica de carvalho francês, sendo de  20 a        30% de barris novos de acordo com a safra.

 

 

Château Ducluzeau: Com 10 hectares, a idade média das vinhas é de 45 anos e é composta por 50% de Merlot e 50% de Cabernet-Sauvignon. O vinho é barrilhado em barricas de carvalho francês imediatamente após a seleção de mistura, sendo entre 10 a 20% de barris novos de acordo com a safra.

 

Nossa visita foi muito legal. Lá, as visitas são feitas apenas em francês. O Sr. que nos recebeu era uma simpatia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O lugar é realmente lindo.  Ele nos mostrou o Château, nos levou na área de produção, na sala de barricas e em seguida fomos a degustação. Fizemos degustação de 3 vinhos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Todos estavam muito bons. Gostamos muito da visita e, principalmente, do acolhimento do nosso guia. Essas pessoas fazem diferença no passeio. Super recomendo!!!

 

 

 

Maiores informações:

www.chateau-ducru-beaucaillou.com

Agendamos nossa visita por e-mail. Sugiro fazer reserva prévia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

POSTAR UM COMENTÁRIO